Tiago Silva | Projeto de lei quer garantir gratuidade para pessoas com deficiência em corridas rústicas da Capital
16897
post-template-default,single,single-post,postid-16897,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0.2,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,transparent_content,qode-theme-ver-13.0,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

Projeto de lei quer garantir gratuidade para pessoas com deficiência em corridas rústicas da Capital

Quando uma pessoa com deficiência física se dispõe a participar de uma competição, ela não quer ganhar ou perder. Ela não quer subir ao pódio ou ser o “coitadinho” entre tantos outros competidores.

Ela está ali com um outro objetivo, provar que é capaz, que pode fazer além do que disseram a ela, que a vitória não está numa medalha ou troféu, mas na sensação de competir de igual para igual, mesmo com tantas limitações.


“Há um ano eu comecei a correr e até hoje é uma experiência bem gratificante, porque te ajuda na autoestima, na força de vontade. É maravilhoso porque a gente está ali mostrando para sociedade o que a gente pode fazer”, disse Fábio Carioca, que é cadeirante e corredor.

É para dar esse tipo de oportunidade aos PCDs da nossa Florianópolis que o vereador Tiago Silva, um defensor da causa, apresentou o Projeto de Lei n.17150, de 2017, que visa garantir 5% das vagas gratuitas às pessoas com deficiência nas corridas rústicas da Capital.

“Tenho certeza que este pequeno gesto de solidariedades, calor humano e, principalmente, amor irá mudar a vida das pessoas, aumentando as oportunidades de superação delas”, enfatizou o vereador Tiago Silva.

 

No Comments

Post A Comment