Tiago Silva | Violência sexual: escândalo na ginástica nacional
16834
post-template-default,single,single-post,postid-16834,single-format-standard,qode-listing-1.0.1,qode-social-login-1.0,qode-news-1.0.2,qode-quick-links-1.0,qode-restaurant-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,transparent_content,qode-theme-ver-13.0,qode-theme-bridge,bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

Violência sexual: escândalo na ginástica nacional

O abuso sexual contra crianças e adolescentes é uma violência silenciosa. A discrição de quem comete o crime e tão cruel quanto a capacidade de ferir. As cicatrizes são profundas e podem doer uma vida inteira. O perigo pode estar mais perto do que se imagina…

A triste realidade está exposta nos noticiários da semana. O treinador Fernando de Carvalho Lopes, que já fez parte da comissão técnica da seleção brasileira de ginástica, prevaleceu-se de sua posição para cometer abuso sexual contra diversos garotos. Ginastas mundialmente conhecidos, como Petrix Barbosa, Lucas Altemeyer e até o bicampeão mundial Diego Hypolito, contaram o que sofreram com o treinador e revelaram que práticas abusivas são comuns nos bastidores do esporte.

O caso começou em 2016, quando um menino fez a primeira denúncia ao receber o apoio dos pais. Seguindo o exemplo dele, muitos outros jovens e adultos resolveram se pronunciar. Reportagens da Rede Globo, desta semana, indicaram mais de 40 situações de abuso sexual envolvendo Fernando e menores de idade. O técnico é acusado de intimidar, tocar e observar meninos de maneira inapropriada em treinos, testes físicos e viagens.

Agora eu pergunto: e se os pais não tivessem acreditado no filho? Quantos outros garotos continuariam passando por isso, tendo seus sonhos roubados, sua dignidade violada e, provavelmente, com traumas por toda a vida? A relação de confiança com as crianças pode fazer a diferença. Muitas delas precisam apenas de uma oportunidade para se abrir. Esteja atento e denuncie! Disque 100.

No Comments

Post A Comment